27 de abr de 2015

Projeto Institucional















Nosso CEI é notícia...


Sacola da Leitura incentiva alunos do CEI Lírio do Campo

Projeto contou com a participação do artista plástico Valério Mattos


O pátio do CEI Lírio do Campo transformou-se numa grande sala de aula, quando, uma por uma, as crianças da unidade iam se acomodando nas dezenas de pequenas cadeiras coloridas. Com os olhares atentos, davam gargalhadas para o ar enquanto ajudavam Chimbica, personagem criada pelo artista plástico Valério Mattos, a ler "O Mundo Mágico das Cores", na tarde desta sexta-feira (24).

A contação de história faz parte do projeto institucional Sacola da Leitura, que tem como objetivo incentivar a prática entre os alunos. Segundo a auxiliar de direção Priscila Miranda, a iniciativa é realizada desde 2009 e se estende às famílias. "É importante que elas também participem e tenham esse hábito, dando continuidade em casa ao trabalho desenvolvido na escola", explica.

O projeto consiste em cada turma ter uma sacola, onde os alunos escolhem uma história de acordo com o que é trabalhado pelos professores e depositam na sacola. Por meio de um sorteio, são escolhidos quais alunos irão levar a história para casa. "Junto com a história, é encaminhado um caderno para anotações dos pais sobre as reações das crianças e como a família participou da ação", explica Priscila.

A auxiliar de direção ressalta a importância de trabalhar a leitura mesmo que os pequenos ainda não saibam ler. "Eles se interessam pelos livros e, por vezes, eles mesmos criam as histórias, de acordo com o que absorvem das imagens. Esse incentivo é muito importante, pois apesar de eles nascerem já inseridos nesse universo tecnológico, cheio de informação, eles ainda gostam de manusear o livro", pontua.

A contação da história "O Mundo Mágico das Cores" foi uma das primeiras ações do ano dentro do projeto Sacola da Leitura. O artista plástico Valério Mattos ressalta a importância de desenvolver projetos como esse.
"A leitura é fundamental para a formação das crianças", ressalta.

Professora Marisa